Alvorada de Minas, MG tem 1 atitude empreendedora

Com apoio da Emater, moradores se mobilizam e movimentam a economia local

O turismo de base comunitária contribuiu também para retenção de moradores nas pequenas cidades

Apesar do forte potencial do turismo histórico de vários municípios Minas Gerais, a atividade não está disseminada em todos eles. Com o objetivo de reverter essa situação Emater-MG desenvolveu o Programa de Turismo de Base Comunitária para estimular o desenvolvimento econômico da região, com o apoio das comunidades locais. O foco do programa sãs as cidades do Circuito Caminho dos Diamantes, como de Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Couto de Magalhães de Minas, Gouveia e São Gonçalo do Rio Preto.

alvorada-de-minas-turismo

O projeto, iniciado em 2009, contemplou, dentre outras ações, a qualificação dos cidadãos para receberem bem os turistas, com foco em dois eixos: hospedagem e oferta de passeios. A Emater também promovei articulação de parcerias e aprimorou a infraestrutura local, por meio de projetos sobre abastecimento de água, adequação da sinalização de pontos turísticos e melhoria das estradas de acesso. Esse segmento de turismo tem como característica a recepção do turista pelos agricultores que, além de hospedagem, oferecem os itens que produziram. Desse modo, foram realizadas também assistências técnicas para apoio na produção de hortaliças, frutas, artesanato, doces e quitandas.

alvorada-de-minas-turismo

Cerca de 300 pessoas participam do projeto e já começaram a colher os resultados. Com a visibilidade que os municípios passaram a ter, artesãos da Associação Vale Circuito expuseram seus produtos nos Estados Unidos e firmaram acordos de vendas com lojas de São Paulo e Belo Horizonte. Outro indicador de sucesso é as cidades se tornaram mais atrativas para a população jovem. Depois de se formarem em cursos superiores, muitos começaram a voltar para suas cidades natais para desenvolver novas ideias.

E você, já debateu o que pode fazer para melhorar o turismo em sua cidade?