Bambara-Maoudé, Mali tem 1 atitude empreendedora

Centro de turismo solidário no Mali promove desenvolvimento sustentável

Projeto Teriya Bugu luta contra o êxodo rural e promove preservação do meio ambiente

A quilômetros de qualquer cidade grande, o “Centro de Turismo Solidário e Desenvolvimento Rural Teriya Bugu” floresce às margens do rio Bani, na região de Bambara, Mali. O projeto começou na década de 1980 como uma fazenda-modelo administrada pelo missionário francês Bernard Verspieren em associação com Lamine Samaké, ex-pescador do vilarejo de N’Goron. Desde então, foram criadas dezenas de atividades envolvendo solidariedade, sustentabilidade e desenvolvimento. Antes um deserto, Teriya Bugu se tornou um oásis, com mais de 200 mil árvores plantadas.

teriyabugu3

Teriya Bugu, que significa “vilarejo da amizade” na língua bambara, começou a ser administrado por uma associação de moradores e investidores a partir de 1993. Em 2004, tornou-se também um hotel/resort. A ideia é que no futuro ele seja um centro piloto em turismo solidário e ecoturismo em Mali.

teriyabugu2

O projeto luta contra o êxodo rural, com foco em quatro objetivos: criação de trabalho para jovens e adultos, desenvolvimento de agricultura e pecuária sustentável, preservação e recuperação do meio ambiente e provisão de serviços essenciais à comunidade – como saúde, educação, energia elétrica e água potável. Hoje, ele gera emprego para mais de 60 famílias da região, forma jovens e idosos e ainda serve como laboratório para implantação de novas tecnologias sustentáveis.

teriyabugu5

O resort tem 27 quartos, restaurante, piscina, um pequeno zoológico e oferta de diversas atividades ecológicas aos seus hóspedes. As instalações são alimentadas por painéis solares, produção de biogás com tratamento de resíduos e compostagem. Além disso, o projeto mantém um sistema de coleta de lixo nas aldeias próximas, um programa de desenvolvimento de uma indústria de biocombustíveis e um plano de microcrédito para os trabalhadores rurais.

Fonte