Montes Claros, MG tem 1 atitude empreendedora

Inovação faz parte da agricultura em MG

Em Montes Claros, sistema de irrigação contribui para a redução do consumo e resolve um problema para produtores locais

Em tempos de escassez de recursos hídricos, são destaque os projetos que apresentam soluções simples e ligadas ao consumo consciente de água. É o caso de uma técnica de irrigação localizada, que reduz o desperdício e contribui para a economia em Montes Claros, cidade do norte de Minas Gerais.

inovação e agricultura

Em regiões semiáridas e áridas, águas subterrâneas são utilizadas para irrigação de plantações. O problema é que essas reservas naturais possuem uma grande concentração de calcário, que acaba entupindo os bicos do sistema de irrigação por gotejamento – método que faz a planta captar de 80 a 90% da água, frente aos 60% da irrigação tradicional.

Apesar da absorção eficiente, o entupimento gera inconvenientes para os agricultores. Por afetar a produtividade, já que algumas plantas acabam não recebendo água, o método é rejeitado por parte dos produtores. Aqueles que optam pelo procedimento acabam utilizando ácidos para desobstruir os gotejadores, uma decisão perigosa que envolve o manuseio de toxinas e a potencial contaminação do solo.

Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) de Montes Claros, em parceria com o Sebrae Minas e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), desenvolveram uma solução dentro do Programa de Incentivo à Inovação – PII. O sistema adiciona gás carbônico (CO2) à água durante a irrigação.

inovação e agricultura

O gás dissolve os carbonatos, responsáveis pelos entupimentos. Além disso, a técnica reduz naturalmente o consumo de água pelas plantas, mesmo em regiões áridas. Segundo os pesquisadores, o CO2 não penetra mais do que 15 cm abaixo do solo. Ou seja, não causa o deslocamento de minerais (lixiviação) para o lençol freático. A técnica está em fase de prototipação, mas tem tudo para evoluir e tornar-se parte dos processos de agricultura na região já que é boa para o meio ambiente e também  para os produtores.

Leia mais: